.

.

UM SALTO DE FELICIDADE

UM SALTO DE FELICIDADE

.

.
.

QUEM É VOCÊ?

.

SOMENTE TUA

.

.

.

.

.

.

VISITANTES

. (Mapa inserido no Blog em 08.07.12)

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

RV169 - NASCI PARA TE AMAR (Versão II)






NASCI PARA TE AMAR
(Versão II)

Noite sempre longa
Pensando ... repensando
Sentimento gritante
Pulsa ... dilata ... arde em meu peito.
Difícil controlar ... ansiedade
Sou impaciente como tu.
Pouco importa
O tempo que meu corpo
Sem sentir o de outro está
Importante, saber que você virá
(Nasci para te amar).


Quantos amores ...
Já viveste amor meu
A procura de emoções ...
Realizações sexuais
Conseguiste, claro que sim
Mas e agora? Estás como eu ...
Se sentindo jogado fora
Demore quantos anos precisar
Comigo e em mim estará.
(Nasci para te amar).


Vida da vida minha
Estamos tão longe
Pouco importa a distância
Por país ou apenas por cidade
Para te sentir ... para te amar
Vale a pena esperar
Purifiquei meu corpo-templo
Para ser possuída ...
Renascer nos prazeres ...
Teus lábios ... braços e tatos.
(Nasci para te amar).
 

Querido menino ... meu homem ...
Meu amo e senhor
Só vejo você ... só você
Sonhos ... delírios ...
Dormindo ... acordada ...
Tantas emoções ... coisas a provar
A justificar ... a revelar que:
Sou assim ... não vou mudar.
(Nasci para te amar).



ROSA_VERMELHA_7
(Roza Madallena)
Autora
Em 24/09/07

 

Imper



ATENÇÃO:
O visitante que gostou do que leu e quiser
publicar/postar, por favor me passe o crédito
(mencionar minha autoria)







quinta-feira, 30 de julho de 2009

RV168 - NO SILÊNCIO DA MADRUGADA





NO SILÊNCIO DA MADRUGADA
 

No Silêncio da Madrugada ...

Você parece sentir o meu vazio.  
Atende meu lamento calado
Devasso corre para mim excitado
Como sempre vem chegando de mansinho
Louco para dar muito carinho
Sem som a me incendiar.


No Silêncio da Madrugada ...

De olhos fechados, sei que está aqui.
Conheço teu pisar ... 
Sinto teu cheiro a me embriagar ...
Tua respiração ... 
Teu olhar desejoso de mim ...
A me desnudar ...
Num só pensamento, 
cumpro meu juramento de ser só tua.
Cansada de abafar o grito 
 do prazer ressuscitado.


No Silêncio da Madrugada ... 

De todas as noites
Com sua língua a passear pelo meu corpo,
arrepiando-o.  
 Meus ouvidos aguardam você dizer:
Me tome ... me dome, mulher ...
Suado, estimulado, 
vulcanizado pelo teu cheiro.
Que desejo ... que tesão ... 
Me faça o seu homem amado.
Realizado ... 
Que só você sabe me transformar
Nisso que sou agora ...
No silêncio de todas as madrugadas.
Minha fêmea adorada.
ROSA_VERMELHA_7
(Roza Madallena)
Autora
Em 30.07.09 

Ímper


ATENÇÃO:
O visitante que gostou do que leu e quiser
publicar/postar, por favor me passe o crédito
(mencione minha autoria)

domingo, 26 de julho de 2009

166 - EM SETEMBRO OUTRA VEZ




Assim tenho esperança de ressurgir, ainda uma vez
e na primavera em flor, quando tudo renascer,
também, quero nascer de novo, para te amar outra vez...




Em setembro Outra vez...
Em setembro quando a alma rejuvenescer...
Quando reflorir a serra
Outra vez...
E a vida retornar
Voltarei a te amar no amanhecer
Quando as flores perfumadas
Embelezarem os desnudos galhos
Na serra abandonados...
Voltarei a recolher, com minhas mãos
As flores que foram tuas
Outra vez...
Como teus beijos que recebi um dia
Quando setembro vier
Outra vez...
E não te deixarei mais
Envolverei teu corpo com tal ardor
Que sentiras todo o meu calor
E sem desprezo
E forçando mais
Me abraçarás
Com todo amor...
E serei então como cipó selvagem a enlaçar
A arvore do teu corpo virgem
Num abraço longo
Ate a morte me alcançar
E secando-te matarei tuas flores, também
Mais uma vez...
Como mortos e frios
Ainda me lembro
Foram teus últimos beijos
Em setembro
Outra vez...


O_ETERNO_DESCONHECIDO
13/05/09


Carinhosamente.



sábado, 18 de julho de 2009

RV165 - MOMENTO MULHER




MOMENTO MULHER


Homem homem nesta paixão que me consome,
arrepia, queima meu corpo 
só de pensar em você
e essa vontade de te amar 
que enlouquece meu ser.
Conhecer cada pedacinho de ti . . .


Pudera eu chegar agora de mansinho
vestida para te seduzir com lábios escarlate
na cor da minha paixão,
te encontrar ainda adormecido,
deixar de lado a timidez,
no teu ouvido murmurar o que nenhuma te disse.
Desnuda do medo, muito a vontade 
mas ainda sem te acordar,
falar baixinho dos mais íntimos desejos 
sentidos só por ti.
Me aquecendo, me excitando,
minhas mãos se perdendo em carícias 
nos pelos do teu peito.
Beijar suavemente teus lábios quentes,
te despertar e ver você se entregar 
 aos meus encantos
dando os sinais mais estimulantes 
na tua virilidade linda.



Se rendendo aos gritos do teu corpo,
cheirando meu pescoço 
e com hálito em fogo
dizendo que esqueçamos tudo lá fora,
que me deseja, me quer sem rodeios, 
sem complexos.
Que é chegada a hora de ser 
tua fêmea por inteiro.
Curtindo prazerosamente tua exaltação
do furor nas minhas entranhas,
molhando o teu corpo com as lágrimas 
da saciedade, sentiria a máxima realização 
desejada por toda mulher.
E aí poderiam me tirar tudo 
e mais alguma coisa que isso seria nada 
simplesmente porque contigo eu vivi 
o meu único e verdadeiro "momento mulher".

Sem te aprisionar, 
caso quisesse um dia voltar, 
seria muito bem-vindo em mim.
A mesma tu irias re-encontrar.
Te esperando.




ROSA_VERMELHA-7
(Roza Madallena)
autora
Em 17/07/09


Imper








ATENÇÃO:
O visitante que gostou do que leu e quiser
publicar/postar, por favor me passe o crédito
(mencione minha autoria)



sábado, 4 de julho de 2009

164 - ROSA VERMELHA



ROSA VERMELHA

Como é rara e maravilhosa a beleza de uma flor, tão rara, que é capaz de fazer brilhar os olhos entristecidos, deixando maravilhado o coração de quem ama. Não sei qual o motivo, mas sei que a rosa vermelha me fascina e incentiva meu lado poético e romântico. A rosa vermelha me estimula a escrever,sonhar e imaginar… Fico horas olhando o horizonte e dou asas a minha imaginação, querendo, sonhando estar ao lado da pessoa amada, querendo comunicar com quem mais amo poder sentir seus carinhos e seus beijos. Não quero me comunicar com outras pessoas, quero apenas comunicar com você, só com você! Meu olhar se perde no horizonte para depois percorrer tudo que possa lembrar você.
Pensando em você, sinto meu coração dispar, minhas mãos
transpiram, meus lábios tremulam e aí fico tentando imaginar no que fazer e como fazer para estar ao seu lado. Minha mente percorre pelos caminhos e oceanos imaginários que transformei em caminhos reais, onde atravesso a nado o Atlântico e em pensamento percorro estes caminhos que jamais caminhei na realidade com você ao meu lado, trocando carinhos e juras de amor.



Fico olhando o balançar dos galhos pela janela e até neste momento, neste sopro simples do vento, neste tremular das folhas, visualizo algo que me faz lembrar você. Mas no final, sei que tudo é imaginário e mesmo assim fica difícil cair na real. Imagino estar ouvindo uma voz doce e suave… É você… meu peito inflama, fazendo saltitar o meu coração. Chego a ficar sem jeito, sem saber o que dizer com medo de ferir e de magoar quem amo. Enfim, tenho receio de que você não queira ouvir o que eu tenho para dizer. Mas para mim nada mais importa o que irá acontecer neste momento, apenas sei que não o tenho aqui e que jamais o terei.

Mas, o que eu queria e quero mesmo é poder neste instante estar
sentindo seu coração bater junto ao meu. Sentir seus lábios colados aos meus. Sentir o seu cheiro, a sua respiração ofegante dizendo que me ama, que não consegue viver sem o meu amor, que já não suporta viver longe dos meus carinhos… Rosa vermelha, rosa da paixão, rosa que só me faz sonhar, imaginar… Imaginar que sou sua amada, que sou desejada e que tenho você ao meu lado. Para isto basta olhar para uma rosa vermelha e sonhar achando que estou esperando por você.



CATARINA YUNEN
(Autora)






sexta-feira, 12 de junho de 2009

RV162 - ESPERANDO POR VOCÊ

 

(A loira vestida de rosas vermelhas 
para encantar e seduzir o homem da sua vida)



(A mulher incendiando de amor)


Obscena paixão 
que atiça meu querer, 
me deixa rubra, 
rosa manhosa,  
dengosa,
delicada de pétalas aveludadas, 
cheirosas, 
colada em ti, desejosa. 
Conto tuas células 
uma a uma 
e as beijo amorosamente. 
Pêlo a pêlo 
teu cheiro 
que me embriaga, 
gotas de suor 
que matam a minha sede 
de te amar desvairadamente. 
Ardendo, 
queimando feito louca 
como as lavas de um vulcão 
em erupção, 
num lençol de cetim branco 
e vestida de rosas vermelhas,
espero ansiosa por você.
E que não se demore ... 
venha logo ...
doce querer...



ROSA_VERMELHA_7
(Roza Madallena)
Autora
11/JUN/09

 Imper

ATENÇÃO:
O visitante que gostou do que leu e quiser
publicar/postar, por favor me passe o crédito
(mencione minha autoria)
 

sábado, 30 de maio de 2009

RV161 - A VERDADEIRA ESSÊNCIA DA MULHER


A VERDADEIRA "ESSÊNCIA" DA MULHER




Para um homem conquistar uma Mulher Madura tem de ser inteligente, perspicaz, prudente e saber fazer amor. Conhecer à fundo a "verdadeira essência" dela. Será que um "Conquistador Barato" lembra que ela já foi enganada / sentiu tristeza / chorou bastante / sofreu frustrações fortíssimas / se entregou de corpo e alma e decepcionou-se? Agora como Mulher Madura, quarentona na idade da "loba", idade da "razão", exige mais respeito, sinceridade e atenção. Quer ser conquistada e seduzida. Ela sabe a diferença entre caçar e ser caçada / Entre seduzir e ser seduzida / Entre dar e receber. Com esta experiência e astúcia é muito mais "feminina e atuante". Quando ela olha nos olhos dele pode ser até mesmo numa foto, reconhece e identi- fica o "verdadeiro e grande homem" da sua vida, sabe como ninguém fazer o que tem de ser feito na hora certa. Porque tudo está na "flor da sua pele" e se ele se aproxima mesmo que inocentemente já estará preso nas teias mentalmente tecidas por ela.

OBSERVAÇÃO:
Se ele for homem experiente usando a inteligência saberá tratá-la como mulher que ela merece, mimando-a e seduzindo sempre, se souber principalmente fazer amor benfeito amando-a na medida certa aí podemos dizer que eis um casal perfeito. Estarão realizados porque a partir daí é que ela vai vivenciar aquele "grande amor" almejado desde a adolescência. Este é um privilegiado porque foi fisgado e conquistado.


Para este homem eu Roza lhe dou

por merecimento.


ROSA_VERMELHA_7
(Roza Madallena)
Autora
(2007)

Imper



ATENÇÃO:
O visitante que gostou do que leu e quiser
publicar/postar, por favor me passe o crédito
(mencione minha autoria)

segunda-feira, 11 de maio de 2009

RV160 - O ENCONTRO . . . amore . . .


O ENCONTRO ... amore ...


Ah !!! amore . . .

Se eu pudesse depois de te olhar de longe, 
além de te admirar, 
me encher de coragem, 
me aproximar em passos lentos e macios, 
descalços na grama de um verde espetacular. 
Com meu vestido branco 
de tecido leve esvoaçando no vento, 
tendo como testemunho 
o pôr-do-sol ao te tocar. 
O coração com batidas descompassadas, 
os lábios trêmulos, 
a saliva efervecendo.
Minhas lágrimas apaixonadas 
a deslizarem tua face 
e receber da tua boca um beijo amoroso, 
quente e molhado nos meus olhos.



Ah !!! amore . . .

Amaria de você receber 

um abraço ternurento, 
te encantar, 
te aquecer devagar 
e provar o doce fogo do teu corpo 
a queimar o meu 
todo em brasa. 
Sentir a doçura em beijos 
mais apaixonados 
e excitados em cada célula 
do teu corpo perfeito. 
Me queimando as entranhas 
nos prazeres sentidos 
em cada toque do meu lóbulo 
ao longo de você inteiro.


Ah !!! amore . . .

Que prazer infindo 

será chegar no limite da felicidade 
que ainda desconheço 
e só você para me provar 
que valeu a pena 
me guardar em celibato. 
Te esperar 
depois de ter por tanto tempo 
o corpo lacrado, 
mesmo me consumindo 
em desejos contidos. 
Foi por isso que me purifiquei para você.



Obrigada, amore, 
por acordar em mim 
a mulher que ainda vivia 
e só estava adormecida 
aguardando a tua chegada. 
Agora que nos encontramos 
me faça descobrir 
o que desconheço, 
me abrace suavemente, 
me deixe te seduzir, 
me beije como jamais beijou alguém. 
Me faça mulher, 
me traga tua somente tua 
e gritemos em silêncio 
que somos exatamente 
um para o outro, 
tudo aquilo que desejávamos nesta vida.
Perca-se em mim 
e me deixe se for capaz.
Até que enfim, nos encontramos. 
Amore ...
Homem da minha vida. 
Amore mio ...


ROSA_VERMELHA_7
(Roza Madallena)
Autora
Em 29.05.09

 Imper

ATENÇÃO:
O visitante que gostou do que leu e quiser
publicar/postar, por favor me passe o crédito
(mencione minha autoria)

159 - TUA FLOR, TUA HELENA . . . MEU IMPERADOR


TUA FLOR, TUA HELENA . . . MEU IMPERADOR


Sou perfume embriagante de vontades
Sou pétalas de suave amor

Sou flor, desabrochando a cada manhã

Sou flor no jardim do teu viver no teu amor
E meu néctar a ti entrego

Meu reino te pertence. És meu Imperador


Sou flor, sou rocha, sou brilho, sou vida
Sou teu aconchego, tua luz, teu caminho
Mistério, esperança , sonhos
Sou o botão num mar afiados espinhos
No teu desejar nunca murcho...renasço
Sou flor em botão, flor em pétalas
Sou flor arremessada, mulher amada
Sou pólen de alegria, sou seu caminho
Minhas folhas , teu quente cobertor
Sou tudo que queres, sou flor assanhada
Sou antes, sou agora, sou depois
Sou flor que te sustenta, sou brejeira
De mansinho, toque-me feito beija flor
Sou fragância de carinhos, sou tua roseira
No teu jardim imenso de amor, sou flor
Pura, serena, de boca pequena
Rosa, orquídea, hortênsia
Sou flor de Liz, sou tua “Helena”

ROZELI MESQUITA
(Autora)
_______
.
ROSA_VERMELHA_7
(Roza Madallena)



quarta-feira, 22 de abril de 2009

158 - EXCITAÇÃO POÉTICA



EXCITAÇÃO POÉTICA


Quando escrevo,

eu me excito

Só de amor,

pensar em ti...

Sinto as entranhas ardendo,

Vou com prazer remoendo

O que contigo vivi.

Ondas de calor me afagam,

Sofro a dor dos desejos.

E cada verso transpira

A excitação que me inspira

A buscar mais por teus beijos.

Cada poema que faço

É como amor fazer:

Tomar-te em mim, amado,

Sentir teu corpo adorado

Penetrando em meu querer...

Rolam as letras que traço

Como rolamos nós dois...

E permanecem mostrando,

Nosso prazer expressando

Antes, durante... e depois...


(MARAÍNA BASTOS)
________

Carinhosamente,


sábado, 11 de abril de 2009

157 - BOCAS



BOCAS


Bocas... bocas
entreabertas
dentes a mostra
tara despertas


Bocas... bocas
língua a umedecer
olhar e imaginar
loucuras a fazer


Bocas... bocas
pele, umidade
convite insano
sensualidade


Bocas... bocas
línguas viajando
céu da boca
cortando dentes
arranhando


Bocas... bocas
beijo suado
sabor de sexo
ardido, melado


Bocas... bocas
roçam,
chupam línguas
lambem tesos
gozam


Bocas... bocas
pérfida tara
orgão sexual
exposto na cara


Bocas... bocas
lindas,
multiformes
me fazem ajoelhar
e dessa arte rezar.





(RAFAEL JUNIOR)

_______

Carinhosamente,
 







sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

156 - UM POEMA QUE SEDUZ



UM POEMA QUE SEDUZ


Vem, poeta dos desejos
deitar teus sonhos todos
no colo sensual de meu poema
e receber cada um de meus beijos
que te esperam há muito tempo
guardados em versos
em meus lábios serenos
Vem me dar o prazer
de navegar em teu corpo
e realizar os sonhos mais loucos
tão íntimos, tão nossos
em momentos de êxtase total
em delírios de um gozo animal
Sou eu a própria poesia
que te envolve e te seduz
e faz rimas em cada espaço
de teu corpo repleto de luz
e te envolve num abraço
incorporando-te ao poema
numa fusão de almas plenas
És agora parte de mim
poeta e poesia,
a fusão da paixão
unidos estamos,
num gozo sem fim...

(FLOR POETA)

_______

Carinhosamente,








155 - TENTAÇÃO



TENTAÇÃO

Não me tente, ó menina,
Com essa beleza divina
Que me mostra, quase nua...
Não me tente, que enlouqueço,
E dos pudores esqueço,
Ante o que me insinua...
Há tempos que a desejo,
Sonho doido com seu beijo,
Sua boca de sedução...
E agora a vejo assim,
Projetar-se sobre mim,
Com tanta provocação...
Se me tenta, desejosa,
Qual uma gata manhosa,
Com tanta desfaçatez,
Vou deitá-la sobre a relva
E qual as feras na selva,
Possuí-la de uma vez!


(PIERO VALMART)
______
 
Carinhosamente,

154 - QUEM NAMORA


QUEM NAMORA



Quem namora agrada a Deus.
Namorar é a forma bonita de viver um amor.
Namora, quem lê nos olhos e sente no coração
as vontades saborosas do outro.
Namora, quem se embeleza em estado de amor.
A pele melhora, o olhar com brilho de manhã.
Namora, quem suspira, quem não sabe esperar,
mas espera, quem se sacode de taquicardia e timidez
diante da paixão, quem ri por bobagem, quem entra
em estado de música, quem sente frios e calores
nas horas menos recomendáveis
Namorados que se prezam têm a sua música.
E não temem se derreter quando ela toca.
Ou, se o namoro acabou, nunca mais dela se esquecem.
Namorados que se prezam gostam de beijo,
suspiro, morderem o mesmo pastel, dividir a empada,
beber no mesmo copo.
Apreciam ternurinhas que matam de vergonha fora
do namoro ou lhes parecem ridículas nos outros.
Por falar em beijo, só namora quem beija de mil
maneiras e sabe cada pedaço e gostinho da boca amada.
Beijo de roçar, beijo fundo, inteirão, os molhados,
os de língua, beijo na testa, beijo livre como o
pensamento, beijo na hora certa e no lugar desejado.
Sem medo nem preconceito.
Beijo na face, na nuca e aquele especial atrás da orelha
no lugar que só ele ou ela conhece.
Namora, quem começa a ver muito mais no mesmo
lugar que sempre viu e jamais reparou.
Flores, árvores, a santidade, o perdão,
Deus, tudo fica mais fácil para quem sabe de
verdade o que é namorar.
Por isso só namora quem se descobre dono de
um lindo amor, do melhor de si mesmo e do outro.
Só namora quem não precisa explicar, quem já
começa a falar pelo fim, quem consegue manifestar
com clareza e facilidade tudo o que fora
do namoro é complicado.
Namora, quem diz: "Precisamos muito conversar";
quem é capaz de perder tempo, muito tempo,
com a mais útil das inutilidades e pensar no ser
amado, degustar cada momento vivido e recordar
palavras, fotos e carícias com uma vontade
doida de estourar o tempo e embebedar-se
flores astrais.
Namora, quem fala da infância e da fazenda
das férias, quem aguarda com aflição,
o telefone tocar e dá um salto para atendê-lo
antes mesmo do primeiro trim.
Namora quem namora, quem à toa chora,
quem rememora, quem comemora datas
que o outro esqueceu.
Namora quem é bom, quem gosta da vida,
de nuvem, de rio gelado e de parque de diversões.
Namora quem sonha, quem teima, quem vive
morrendo de amor e quem morre vivendo de amar.


ARTUR DA TÁVOLA
_______

Carinhosamente,
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...